top of page
Logo_FDC.png
Buscar
  • contato095911

Coluna no foco do Farol


COMO VOCÊ TEM USADO O SEU TEMPO?

Por Gilberto Guimarães


Você é apenas mais um que acreditou no mito de que seu tempo é administrável, e que para fazer um monte de coisas basta arrumar mais tempo.


Infelizmente o tempo, o ‘seu tempo’, não é um recurso gerenciável. O tempo é perecível. Quando acaba, acaba mesmo, tem fim e é não renovável. E, pior, o tempo não usado não pode ser estocado para ser usado no futuro, quando precisarmos mais dele.


O tempo não passa... Nós sempre vamos grudados com ele, juntos.

Seu tempo é como sua alma. Seu tempo é você. É como descer em uma escada rolante... Se faz alguma coisa, faz e desce; se não faz nada, também desce, ou seja, você sempre vai chegar ao ‘subsolo’.

O que nos resta é administrar o que vamos fazer durante nosso tempo. E aí a regra de ouro é ser eficaz e produtivo. Ser eficaz é fazer as coisas certas, isto é, fazer aquilo que é importante e prioritário. Ser produtivo é fazer certo as coisas certas, isto é, fazer o que é importante, gastando a menor quantidade de recursos possível e obtendo os resultados desejados.

A essência da boa administração do trabalho é impedir que fatos e eventos de menor importância ocupem seus dias e o impeçam de realizar seus projetos e atingir os objetivos. E, para isso, você precisa mudar sua forma de atuação, ou seja, promover mudanças de paradigmas e de valores, construindo novos hábitos.

O primeiro passo, e o mais importante, é aprender a definir prioridades. Se você não tem regras claras, vai escolher para fazer uma atividade segundo uma das quatro alternativas abaixo, de acordo com seu estilo:


1. fazer primeiro o que é mais fácil, deixando para depois o que acha complicado; assim, racionalmente, algo estará pronto quando lhe cobrarem;


2. fazer antes o que mais gosta e deixar para depois o que te aborrece;


3. fazer primeiro aquilo que dispõe de recursos e deixar para lá o que lhe faltam recursos, para não ter de ficar correndo atrás;


4. finalmente, fazer o que foi pedido por quem tem mais poder, deixando para atender os menos poderosos quando puder, porque, afinal, ‘manda quem pode e obedece quem tem juízo’.

Infelizmente, qualquer das escolhas pode não ser a mais adequada. O certo mesmo é fazer primeiro o que é mais importante e urgente, em seguida o que é importante, mesmo que não tão urgente. Importante é aquilo que só você pode fazer e que te leva a resultados concretos. Urgente é urgente.


Parece fácil, mas não é...

Lembre-se: o tempo gasto com um problema é inversamente proporcional à dificuldade ou à importância dele.

Na realidade, o mau uso do tempo não provém da falta de técnicas ou ferramentas, mas de hábitos, valores, características pessoais e comportamentos inadequados. A boa administração do trabalho no tempo é muito mais uma questão de autoconhecimento e autocontrole.


Ativo 5.png
Ativo 6.png

Parceiro

Ativo 8.png
Ativo 9.png
whatsapp.png
linkedin.png
youtube.png

Farol de Carreira. Todos os direitos reservados

bottom of page